Terceiro Apocalipse em Lisboa

Dog Mendonca

Esta saga de BD do Filipe Melo é uma pérola para todos os amantes do género. Não só é visualmente muito bonita, com um traço delicado e envolvente, como tem uma luz quente que nos lembra muito o ambiente duma certa Lisboa decadente mas sempre vibrante, a cidade do Bairro Alto, de Alfama, e até de Sintra. A ponte 25 de Abril também costuma fazer sempre uma cameo appearance, porque é tão cinematográfica.

Este é já o terceiro volume da série e eu creio que o tinha comprado há mais de um ano, mas uma certa nostalgia antecipada por ser o último duma série que não vai continuar tinham-me impedido de o ler até agora. Estava a custar-me despedir-me destes personagens, especialmente o Pazuul, um demónio milenar que habita o corpo duma menina de 12 anos. O livro não desiludiu, era mais intimista e põe realmente um ponto final na história. Para quem, como eu, está quase a fazer 41 anos, foi aconchegante ver o carinho com que se lida com envelhecer, o passar do tempo.

pazuul

Aconselhado a todos os que acham que banda desenhada é intemporal, os Lisbon Lovers e todos os que gostam duma boa história.

Goodreads Review