O Blog que li como um livro

Pamir mountains
Montanhas Pamir, foto daqui

Como este foi o fim de semana da BTL vou mantendo por aqui o tema das viagens. Não que seja grande esforço, porque 50% do meu tempo é passado a ler sobre viagens, sonhar com elas, relembrar antigas, planear as seguintes.

Começando pela BTL, não tenho muita coisa boa a dizer. Demasiado cheia, muita gente na furiosa caça ao brinde, muito barulho com cada stand a competir com o do vizinho, tornava-se difícil ter uma conversa significativa com alguém. Apesar de tudo isto, o saldo foi positivo porque saímos de lá com o que queríamos.

Voltando às viagens, aqui há uns tempos decobri um blog um bocadinho fora de tempo. Os Globonautas fizeram uma incrível jornada em bicicleta, desde os nossos antípodas até à sua Leiria natal. Como descobri o blog já depois da viagem terminada, pude começar a ler pelo fim e seguir por ali fora como se de um livro se tratasse. Alguns países foram exactamente aquilo que se esperava que fossem, maravilhosos a sua natureza e riqueza, outros foram uma verdadeira descoberta e mais uma adição à minha já longa lista de países a visitar.

Tenho pena que este blog nunca se tenha tornado um livro, porque de certeza que ficaram muitas histórias por contar e porque fiquei com a sensação que a Joana e o Nuno já faziam parte do meu círculo de amigos. Mas de certeza que eles estarão a planear a próxima aventura que pode ser tão radical como a vida de todos os dias.

Eu no meu canto fiquei a sonhar com o dia que visitarei as montanhas Pamir no Tajiquistão, e a investigar todas as possibilidades de como chegar até lá.

Blog aqui

Anúncios