Acabei de Ler – Baise-Moi (Rape Me)

virginie despentes

Conheci Virginie Despentes em 2017 com um livro excelente proporcionado pelo Netgalley, Vernon Subutex. Tenho andado à espera do segundo volume traduzido em inglês, que ainda não consegui arranjar para o meu Kindle. Enquanto espero resolvi que estava na altura de ler mais qualquer coisa desta senhora, já que foi uma autora que me impressionou. Tem o tipo de linguagem que eu gosto, moderna, do nosso tempo e do nosso mundo. Sem contemplações e sem filtro. Por isso atirei-me de cabeça a este livro, sabendo que ia ter uma jornada dura.

E foi uma jornada bastante dura, mas um livro que devorei em dois dias. E isso tem sido tarefa impossível ultimamente, já que o tempo disponível para ler tem sido curto. O livro é rápido, alucinante, difícil de digerir e muito violento. Nele conhecemos Nadine e Manu, duas jovens francesas duma cidade média, que vivem um pouco à margem da sociedade. Abusam de álcool e drogas, recorrem a prostituição para ganhar dinheiro e não têm uma vida fácil, nem a facilitam. Nadine e Manu não se conhecem, mas cruzam-se por coincidência e nunca mais se vão largar. São atraídas uma para a outra um pouco como a expressão “misery loves company” e a “aventura” que vão viver marca-nos pela dureza e pela crueza.

É um livro muito simples, mas cheio de emoções complexas. Tal como em Vernon Subutex, fala-se aqui de situações que preferimos acreditar que não existem, e pessoas com as quais nunca nos queremos cruzar. Mas estas pessoas existem, e estas situações, principalmente as que acontecem a Nadine e Manu antes de se conhecerem, acontecem mais frequentemente do que queremos admitir.

O título em inglês deixa um bocadinho a desejar. Depois de alguma investigação percebi que uma interpretação mais literal seria “Fuck Me”, mas os editores anglo-saxónicos devem ter achado este título mais chocante. Go figure!

Não recomendo a toda a gente. Se quiserem ler este livro vão preparados para muita violência gratuita, para muitas imagens gráficas e de cariz sexual, nem sempre consensual. Tem muito sexo, sem ser de todo um livro erótico. É preciso estômago, mas é uma viagem que não esqueceremos.

Noutra nota, já tenho na minha lista de autores a ler Georges Bataille e Dennis Cooper, que foram muitas vezes mencionados na sinopse deste livro. A ver em 2020, que agora sigo para leituras mais “limpas” para desintoxicar.

Boas Leituras!

Goodreads Review

One thought on “Acabei de Ler – Baise-Moi (Rape Me)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s