Luíz Pacheco Essencial

Luiz Pacheco.jpg

Aproveitei os dias de descanso em Aljezur para pôr alguns livros em dia, nomeadamente este que foi presente de aniversário.

Foi um livro que li num dia, talvez porque, para além do muito tempo livre, o tema era muito interessante. Luiz Pacheco foi um personagem sui generis, entre o genial e o louco, mas sem dúvida fracturante, e saber mais sobre a sua vida ajuda a perceber a sua obra que era tão biográfica.

Ler este livro ajudou-me a apreciar ainda mais o conto que li no início deste ano, Comunidade, já que o contextualizou, e fiquei a perceber exactamente quem eram os membros desta tribo.

No entanto o estilo demasiado coloquial desta biografia às vezes pareceu-me desnecessário, e faltou um certo distanciamento em relação ao objecto da biografia. Claramente o autor é grande admirador de Luiz Pacheco e com isso tudo se torna normal ou desculpável. Por exemplo, não deve ter sido nada fácil ser filho do escritor, viver sempre na incerteza do amanhã, mas o autor escreve levemente que Paulo Pacheco amadureceu cedo, para poder cuidar do pai.

Eu não sou apologista de julgamentos em praça pública, ou de falsos moralismos, mas um certo reconhecimento que estas escolhas de viver em profunda liberdade têm efeitos nos que nos rodeiam não seria descabido.

Mas é uma boa biografia, fluida, aconselho a quem queira saber mais sobre este autor maldito mas que teve um papel importante no surrealismo português.

Goodreads Review

Boas Leituras!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s