Balanço de 2017

Balance
Imagem daqui

Tal como no ano passado, em chegando o final do ano gosto de fazer uma retrospectiva e perceber o que fiz e o que deixei por fazer. No final de 2016 tinha deixado um post com uma série de intenções para 2017, e posso começar por os rever.

– Um ano de descanso das viagens, já que 2016 tinha sido tão intenso. Como puderam ver aqui pelo blog, isso foi um objectivo mais que cumprido, já que andei alegremente a passear dentro de portas, a conhecer locais novos como Mértola e Aljezur onde ainda não tinha ido. Infelizmente era para ter ido também a Montesinho em Abril, mas as minhas costas não me deixaram ir a lado nenhum. Viagem adiada apenas.

– Apesar de ter dito que ia apostar em 40 livros no Goodreads, acabei por me propor a ler 50 (sem pressão). Com certeza que ultrapassei este número, porque nem todos os livros gratuitos a que tenho acesso acabo por rever, mas não sinto que tenha andado a correr para cumprir calendário, nem tive de fazer concessões aos títulos que escolhia. Como sempre, li apenas o que me apeteceu. Muitos livros valeram a pena este ano, desde BD do Sandman, a ficção científica fenomenal de Dan Simmons, empréstimos de amigos e muita coisa do Netgalley. Foi um ano em cheio, e tecnicamente ainda me falta um livro para atingir os 50.

– Continuar a  ler Agatha Christie e Terry Pratchett foi o mais retumbante fracasso. Não li nenhum de Terry Pratchett e o que li de Agatha Christie era tão mauzinho que nem me dei ao trabalho de falar dele aqui, e vacinou-me para o resto do ano. Enfim, estas coisas são uma maratona não um sprint, e fretes não se fazem, por isso voltarei a eles um dia.

– Acabar a saga do Sandman do Neil Gaiman, que comecei em 2016, era outro dos objectivos. No entanto, por variadíssimas razões, este foi um projecto que andou devagarinho este ano, e ainda me falta o décimo volume. Com certeza acabará em 2018.

– Continuar rodeada de poesia. Acho que esse foi um objectivo superado, já que publico recorrentemente poesia de expressão portuguesa no blog, e isso faz-me estar sempre muito atenta e pesquisar muito. Continuará a ser uma coisa que faço com prazer, por isso poesia espera-se neste estaminé.

De resto foi um ano de pausa, com algumas complicações de saúde minhas e muitas na família, um ano de recuperar baterias e energias, e fazer um ponto de situação interior. Neste momento estou em modo de meditação e preparação para o ano que se avizinha, que espero que seja melhor que este a todos os níveis.

Boas leituras.

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s